domingo, 8 de julho de 2012

Fé ou cumprimento da lei?


Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las Gálatas 3:10Os cristãos são redimidos pela fé e não pela lei, porém nos dias de hoje ainda vemos lideres e cristãos sem conhecimento da palavra impugnando fiéis em Cristo Jesus a viver sob o peso da antiga lei Mosaica a qual Jesus já os tornou livre.Gálatas 3 evidencia que este é um problema decorrente na igreja desde os primórdios e Paulo vem os alertando citando  Deuteronômio 27-26 no versículo 10 Maldito aquele que não confirmar as palavras desta lei, não as cumprindo. E todo o povo dirá: Amém.
A lei foi o aio para os judeus até que se cumprisse a promessa feita por Deus a Abrão. O cumprimento desta promessa se deu em Jesus Cristo tornando todo aquele que nele crê não importando gênero, nacionalidade ou qualquer outro fator filhos de Abraão (espiritualmente) e filhos do próprio Deus.Ser filho de Deus pela fé em Jesus Cristo nos garante a vida eterna junto ao pai e é apenas pele fé que podemos alcançar tal graça que jamais  a lei nos traria, pois a mesma era imperfeita não tendo em seu centro a pureza do filho de Deus descido céu.





AIO (GR. PAIDAGOGOS)O termo grego significa aio, uma pessoa que cuida de uma criança. Nas famílias gregas, era confiada a um servo fiel a responsabilidade de cuidar de um menino da infância à puberdade. O servo protegia contra danos físicos e morais e acompanhava-o às suas diversões e à escola.Paulo usou a palavra para dizer que a lei funcionava como alguém que gradava e acompanhava o crescimento /a educação de uma criança. A lei agia como um controle externo de desejos, tornando assim a consciência do pecado mais aguçada. E, uma vez que nenhum de nós pode lidar com o pecado sozinho, a Lei nos guia a Cristo, nosso único Redentor e Salvador.

Um comentário: